O José é aluno de um curso de educação a distância. Ele está encantado com as ilustrações e vídeos do material didático do curso. Que imagens lindas, que vídeos bem feitos. Por outro lado o avaliador do Ministério da Educação que visitou a instituição de ensino a distância, ficou preocupado. No seu relatório afirmou literalmente: “O material didático do curso, tem uma adequada inserção de recursos multimídia”. E acrescenta o avaliador: “Não se assiste a uma associação evidente, entre o material didático do curso e o fomento da intenção entre os alunos em fóruns de discussão, blogs e wiki”s, entre outros. É uma pena que os recursos imagéticos utilizados para ilustração do material didático, não constituam fomento para a aprendizagem colaborativa do aluno”.
Que se estará a passar com o material didático do curso? Quais serão as causas da afirmação do avaliador do Ministério da Educação? Que propostas poderiam dar para resolver o problema.


É de se notar que o avaliador deixou claro a importância na introdução de recursos multimídia junto ao material didático. Entede-se que os recursos inseridos não apresentaram o devido relacionamento ao conteúdo do curso, estando assim sem a devida coesão, motivo pelo qual levou o avaliador a acrecentar em seu relatório. Como solução é importante na preparação do material didático, a completa revisão de todo conteúdo, aplicar e testar todos os outros meios utilizados, como links, arquivos para downloads, inserção de vídeos etc., evitando-se assim erros e falta de coesão para com o objetivo do curso.